Para uma vida bonita, faça da responsabilidade sua amiga

Hoje é domingo. Volto pra casa depois de um mês.


O jardim tomado, mala pra desfazer, geladeira pra abastecer, máquina de lavar pra consertar, almoço pra fazer, texto pra escrever, planejamento pra finalizar, divulgação pra seguir.


Ufa… E eu que nem barata tonta no meio de tudo isso. Sem querer muito fazer nada disso, mas também sem saber o que queria fazer. 


Deu meio dia e eu havia começado e não terminado um tanto. Fui a feira mas não guardei na geladeira. Desarrumei mala mas não botei no armário. Cozinhei grão de bico mas não segui fazendo o curry.


Uma manhã interminada e não faz nem uma semana que o ano começou.


Paro, respiro. Como quer seguir seu dia, Carol? Como fazer de hoje um dia do qual você se orgulhe de ter vivido?


Sim, são responsabilidades. Você queria não ter grande parte delas.


Não queria mesmo?


Queria uma vida sem responsabilidades? 


Responsabilidades são reflexo de amadurecimento. Amadurecimento é reflexo de evolução. E evoluir é bom, é muito bom! É sinônimo de autonomia, de alegria, gratidão, completude interna. 


Então, qual a primeira coisa que você vê agora? Roupas no chão. Arruma, bota no armário. 


Enquanto dobrava a roupa, me inspirava pro almoço. Enquanto almoçava, vinha a vontade de fazer o planejamento. Parei pra ler, foi gostoso. Enquanto planejava, me inspirava pro texto. 


E agora estou aqui. Com a casa arrumada, uma música gostosa, chuvinha fina caindo ali fora. As amigas foram curtir um bloco de carnaval. E eu estou feliz exatamente onde estou. 


Porque sei que cumprir com minhas responsabilidades é criar minha própria vida. A vida que eu estou escolhendo construir. E quando digo responsabilidade, não estou falando só dos boletos, do trabalho, de lavar a louça ou botar roupa pra lavar. Estou falando também de dançar, cantar, celebrar, namorar, botar uma argila no rosto, fazer aquele curso de aquarela. Responsabilidade é a habilidade de responder. Eu quero ter habilidade de responder pela vida que estou criando. E uma vida só de boletos, trabalho e louça não é a vida que quero criar. Quero uma vida com beleza, desfrute, serviço, prosperidade, alegria, companhia.


Você merece a sensação de estar em dia com a vida. De finalizar o dia, a semana, o ano sabendo que deu seu melhor. É energizante, traz a sensação de dever cumprido, auto-estima, força pra seguir criando.

Esse é um convite para, em 2020, você ressignificar a palavra responsabilidade. 

Que seja um sinônimo de maturidade, de evolução, de ser artista da própria vida.

Que possamos nos responsabilizar por termos uma vida bonita, que regenera a própria vida.

Que sejamos adultas o suficiente para fazermos o que precisa ser feito pra criarmos a vida que desejamos ter. 

Quando nos afastamos de fazer o que sabemos em nossos corações que precisa ser feito (escrever, descansar, namorar, pedir demissão, ter aquele papo importante, me exercitar), estamos nos afastando de nós mesmos. E, em algum lugar dentro, sabemos disso.

E isso nos tira energia. Falta de responsabilidade é um dreno.

O ano está começando. 


Em 2020, desejo que você não se distancie da responsabilidade e consequentemente esteja sempre próxima de si e do que te importa.


Desejo que você não se distancie porque o caminho de volta toma energia. Voltar a nutrir algo que está desnutrido demanda muito. É mais fácil (e demanda mais presença) não precisar voltar, porque você nunca se afastou. 


Que em 2020 você siga colada naquilo que te faz viva, que tenha sabedoria e guiança pra tomar decisões responsáveis  diariamente. 


Que você acorde se relembrando do que quer nutrir e adormeça agradecendo por tudo que te alimentou. 

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle